BrasilCarreira e TrabalhoEducação e IntercâmbioImigraçãoNova Zelândia

Vistos: como imigrar para a Nova Zelândia?

por Rayssa Almeida

Imigrar para a Nova Zelândia tem se tornado um sonho cada vez mais frequente na mente dos brasileiros.  O Brasil é um dos países de maior importância no mercado acadêmico latino-americano no país, com mais de 3 mil brasileiros vindo estudar na Nova Zelândia a cada ano. De acordo com a Imigração neozelandesa, 17 mil brasileiros viajam para o paraíso kiwi todo ano – estatísticas previas a pandemia de COVID-19 no mundo.

Mas – em meio a tantas opções – como se organizar para abraçar a Nova Zelândia como seu novo país? No artigo de hoje, eu explico para você algumas das maneiras que você pode seguir para conquistar seu sonho kiwi!

Primeiramente, é importante lembrar que – com a pandemia – muitas das opções que eram viáveis alguns anos atrás, não estão mais funcionando, por causa do fechamento das fronteiras.

Se você está no Brasil e está planejando sua viagem para a Nova Zelândia, vale lembrar as etapas da abertura das fronteiras:

Etapas Quando O que Elegibilidade
Etapa 1 a partir de domingo, 27 de fevereiro, às 23h59 A fronteira se abre para neozelandeses e outros viajantes elegíveis vindos da Austrália para viajar para cá e se auto isolar na chegada. Se você chegar na quarta-feira, 2 de março, às 23h59, poderá entrar sem precisar se isolar.

 

  • Cidadão da Nova Zelândia, residente ou de outra forma elegível para entrar na Nova Zelândia enquanto a fronteira é restrita
  • Ser totalmente vacinado
  • Passaram os 14 dias anteriores na Austrália ou NZ
  • Fez os testes antes da partida que você precisa.

 

Etapa 2 a partir de sexta-feira, 4 de março, às 23h59 A fronteira se abre para neozelandeses e outros viajantes qualificados vindos de qualquer lugar do mundo. Você não precisa se auto isolar quando chegar.

 

Alguns work Holiday vistos estão sendo reabertos de forma contínua e o tempo para esquemas individuais será confirmado.

  • Se você é um trabalhador qualificado, pode ser mais fácil obter uma exceção de fronteira para ‘outro trabalhador crítico’.

 

 

Etapa 3 a partir de terça-feira, 12 de abril, às 23h59 A fronteira reabre para titulares de visto de trabalho temporário e de estudante atualmente fora da Nova Zelândia, desde que ainda atendam aos requisitos de visto

 

  • Os titulares de visto de trabalho temporário e de estudante atualmente dentro da Nova Zelândia para sair a qualquer momento e retornar da etapa 3 (onde as condições do visto permitirem).

 

  • Até 5.000 estudantes internacionais podem solicitar uma exceção de fronteira para entrar na Nova Zelândia. Espera-se que a maioria dos alunos possa viajar para cá a tempo de começar a estudar em julho.

 

 

Etapa 4 a partir de julho de 2022 A fronteira se abre para:

  • Cidadãos australianos, residentes permanentes australianos e outros estrangeiros que viajam da Austrália
  • Visitantes de países isentos de visto
  • Portadores de visto de trabalho de empregador credenciado (AEWV)
  • Portadores de visto de visitante temporário que estão fora da Nova Zelândia, desde que atendam aos requisitos de visto.

 

Se você tem um visto de visitante temporário e está atualmente na Nova Zelândia, você pode sair a qualquer momento e retornar, desde que as condições do seu visto permitam. Isso inclui se você tiver um visto de guardião.

 

Etapa 5 a partir de outubro de 2022 A fronteira abre para todos os outros portadores de visto da Nova Zelândia, incluindo vistos de visitante e estudante, a menos que o visto seja fechado ou pausado.

 

Os pedidos de todos os vistos da Nova Zelândia serão reabertos, a menos que o visto seja fechado ou pausado

 

Fonte: Imigração Nova Zelândia

Há diversas maneiras diferentes de imigrar para a Nova Zelândia. Tudo depende das condições que você se encontra ou como você deseja se estabilizar no país. A lista de opções é gigantesca, então, no artigo de hoje, vamos focar nas mais frequentes e simples.

Visto de Visitante (Visitor Visa):

No passado, a Nova Zelândia não pedia que você aplicasse para visto de visitante. Você podia conseguir esse visto no Aeroporto, quando desembarcasse o país. A imigração te parava no desembarque e te perguntava algumas coisas para ter certeza de que você tinha condições suficientes para entrar no país como visitante, como seu extrato bancário, locação e passagem de retorno. Hoje em dia você precisa aplicar para o visto de visitante do seu próprio país. O visto custa cerca de 240$ NZD – ou cerca de $800 reais e pode levar até 7 meses para ser processado e te dá em torno de 9 meses no país.

Você também precisa enviar evidências como:

  • Fotos para passaporte
  • Raio X e Exames Médicos
  • Certificado de não-consta
  • Evidência do seu histórico pessoal
  • Sua passagem de volta para o Brasil
  • Comprovantes bancários que demostrem que você tem renda suficiente para pagar sua estadia na Nova Zelândia.

Clique AQUI para mais informações e atualizações sobre os critérios.

Posso entrar na Nova Zelândia com visto de visitante e mudar para estudante/visto de trabalho?

Você pode aplicar por qualquer visto em qualquer momento enquanto estiver dentro do país. O governo entende que situações mudam e assim, criaram diversas categorias que você pode ser elegível. Entretanto, se a imigração tiver qualquer dúvida sobre suas intenções ao entrar no país como visitantes, eles podem negar seu visto e te colocar no próximo voo de volta para o Brasil. O importante e ser honesto durante qualquer processo.

Visto de Estudante (Fee Paying Student Visa):

Brasileiros podem solicitar um visto para estudar em período integral na Nova Zelândia. Você precisa pagar o custo total de seus cursos e se inscrever em um provedor de educação aprovado pelo país.

Com este tipo de visto você pode estudar em tempo integral no curso indicado no seu visto – isso inclui escolas, ensino superior e estudo da língua inglesa.

As condições do visto de estudante exigem que você compareça ao local de estudo endossado em seu visto.

Com o Fee Paying Student Visa você pode trabalhar em meio período até 20 horas por semana enquanto estuda, ou em período integral nos feriados, dependendo das condições do seu visto. O visto geralmente acaba junto com a duração do seu curso.

O visto custa em torno de 330 NZD ou $1150 reais e pode levar até 80 dias para ser processado. Lembrando que esse e apenas o valor do visto. A mensalidade do curso que você irá fazer será paga diretamente para a instituição.

Posso trazer meus familiares/ [email protected]/ filhos com meu visto de estudante?

Sim! Se você quiser trazer seu/sua [email protected] ou [email protected] com você, eles podem solicitar vistos com base no relacionamento de vocês – Partner Visa. Menores de 18 anos precisam vir com seus pais ou responsável legal.

Mais informações aqui!

Visto de Trabalho

Existem várias formas de entrar na Nova Zelândia a trabalho que podem depender do tipo de serviço que você oferece, suas qualidades, de quanto o país precisa da sua profissão no país, se você foi contratado por uma empresa da Nova Zelândia entre outros. Aqui vamos citar as variações dos vistos de trabalho mais frequentes.

  • Visto de Residente de Categoria de Migrante Qualificado (Skilled Migrant Category Resident Visa)

Se você tem notas altas no sistema de pontos de qualificações da Nova Zelândia, você pode aplicar por esse tipo de visto.

O processo e longo e burocrático, mas pode ser convertido em residência no futuro e te permite trazer seus familiares.

Cheque cada cenário AQUI.

  • Visto de lista de escassez de habilidades de longo prazo (Long Term Skill Shortage List Visa)

Se você trabalha em áreas consideradas escassas em mão de obra na Nova Zelândia, você pode aplicar para esse visto. Continue seu caminho para a residência na Nova Zelândia trabalhando por até 30 meses em uma ocupação para a qual há escassez de neozelandeses disponíveis.

Leia também: 10 profissões com os melhores salários na Nova Zelândia

Com este visto, você pode solicitar residência após 2 anos de trabalho em uma ocupação em nossa Lista de Escassez de Habilidades de Longo Prazo.

Confira AQUI a lista de profissões.

  • Oferta de trabalho (Work Visa based on Job Offer)

Se você aplicou por uma vaga em uma empresa na Nova Zelândia e foi aceito, você pode aplicar para o visto de trabalho baseado em oferta de trabalho. Este visto pode cair em diversas sub-categorias, como o Visto de Escassez de Habilidades, por exemplo.

O melhor é sempre checar com sua empresa qual a melhor opção para selecionar. Cheque todos os vistos em que se é permitido trabalhar AQUI.

Leia também: 10 etapas a seguir para trabalhar na Nova Zelândia

  • Visto de trabalho nas férias – Brasil (Working Holiday Visa)

Este visto é um dois mais comuns de se aplicar, embora a concorrência seja sempre muito grande. O WHV te permite vir para o país e trabalhar ao mesmo tempo que viaja por um ano. Para brasileiros, esse visto tem 300 vagas abertas uma vez por ano e entre os quesitos para aplicar estão:

  • Ter entre 18 e 30 anos.
  • Comprovar boa saúde
  • Ter pelo menos 4,200NZD em sua conta bancaria (cerca de 15 mil reais).

O pessoal do Mundo Trip explicou direitinho como funciona o visto:

O Working Holiday Visa está suspenso por enquanto, devido as restrições de fronteira da Nova Zelândia, mas normalmente abre suas inscrições no segundo semestre de cada ano.

Mais informações sobre o Working Holiday Visa AQUI!

Dúvidas sobre vistos? Precisa de ajuda? Você pode falar com o Peterson Fabrício da NZVisto. Como consultor de imigração licenciado, Peterson está qualificado para te ajudar a encontrar o melhor caminho para a realização do seu objetivo.

 

Quaisquer sejam sua opções para imigrar para a nova Zelândia, o mais importante é se informar ao máximo possível usando o site da imigração. Se mudar para um novo pais não só requer planejamento, mas também muita pesquisa para que sua experiência e expectativas sejam mantidas!

Boa Viagem!

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo