Nova Zelândia

SOU BRASILEIRO, posso EMPREENDER na NOVA ZELÂNDIA?

por Glauber Rodrigo

Seja na Nova Zelândia, nos Estados Unidos ou no Brasil, enfim, em qualquer parte do mundo,
você pode ser um (a) Empreendedor (a), basta dar os passos certos e agir!

Essa é um dúvida muito comum entre alguns brasileiros que buscam melhoras ao imigrar para a
Nova Zelândia.

A primeira coisa que se deve ter como conhecimento ao decidir empreender, é que: empreender
é ter a liberdade de poder aplicar suas ideias com o propósito de que seu empreendimento possa
resolver o problema ou a necessidade de alguém.

Esse propósito deve ser o mesmo em qualquer parte do mundo, e se você escolheu a Nova
Zelândia para empreender, o FAÇA!

Claro que cada país tem as suas regras e legislações, é aí que ligamos o que falei no início “dar
os passos certos”, estar ciente dos deveres como empreendedor é essencial e fundamental para
que não comece de forma errada, e transforme um belo sonho e um grande pesadelo…

 

E quais seriam esses passos?

Ter um boa ideia, um plano de negócios, documentação para abertura de empresa, procurar
pessoas que tenham habilidades e autorização credenciada para preparar essa documentação, e
claro, estar comprometido com o propósito de seu empreendimento.

No que já deu para perceber, é que estando fora do Brasil, o que muda ao decidir empreender, é
simplesmente a parte burocrática de acordo com a legislação vigente de cada país, por isso a
necessidade de pessoas capacitadas e legalizadas para fazer o processo (um contador é uma
ótima referência).

Viagens
Travel Concept

Lembrando que se você está no Brasil e pretende imigrar para a Nova Zelândia já como
empreendedor (a), mais uma vez a importância de estar com pessoas que te orientem e façam
da forma certa, sabe por que?

Por que há dentro das formas de vistos essa possibilidade (Visto de Trabalho de Empreendedor,
é uma opção).

No que se diz ao contexto geral, é igual para todo local do planeta!

Acreditar na sua ideia, ter disciplina, ser organizado, buscar levar o melhor ao cliente, ser
verdadeiro, ter compromisso e acima de tudo, estar pronto para as dificuldades que podem
aparecer.

É isso, então, se você pretende empreender, já sabe, o primeiro passo: O despertar do desejo!
Agora vem os demais, como a parte burocrática (essencial como qualquer uma) e o AGIR!

Nada adianta preparar a parte burocrática e não estar determinado a agir, a dar o seu melhor,
não é verdade?

Sendo assim, desejo a você brasileiro que quer empreender, que busque realizar o seu sonho,
lute e faça acontecer (sempre seguindo os passos certos), não deixe esse sonho no papel.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo