Carreira e TrabalhoImigraçãoNova Zelândia

Prepare-se para ir para a Nova Zelândia

Neste artigo você irá descobrir como se preparar da melhor forma possível para sua tão sonhada viagem a Nova Zelândia

As fronteiras estão fechadas por enquanto, mas isso não significa que você não pode começar a se planejar e se preparar para ir para a Nova Zelândia. Se você busca vivenciar uma experiência incrível através de um intercâmbio, saiba que ter um planejamento sólido é fundamental para uma jornada de sucesso.

Neste artigo você irá descobrir como se preparar da melhor forma possível para sua tão sonhada viagem rumo à Terra da Longa Nuvem Branca!

Faça sua lição de casa

Pode parecer óbvio alguns pontos que iremos abordar, mas a verdade é que, muitas pessoas esquecem de dar importância ao básico e consequentemente, acabam enfrentando transtornos que poderiam ser evitados.
Fazer seu dever de casa irá causar menos estresse durante sua mudança e mais confiança no momento de embarcar para este novo capítulo da sua vida.
Ter uma ideia real do que essa mudança irá trazer vai significar menos surpresas e tornar muito mais fácil sentir-se em casa na Nova Zelândia. Você saberá mais sobre como fazer as coisas que precisam ser feitas e poderá começar a aproveitar o cotidiano muito mais rápido comparado à quem não se planejou.

Ter uma ideia real do que essa mudança irá trazer vai significar menos surpresas e tornar muito mais fácil sentir-se em casa na Nova Zelândia. Amanda Maru 

1) Prepare seus documentos

Uma vez na Nova Zelândia, você achará útil ter seus documentos organizados e de fácil acesso. Isso tornará a sua vida muito mais simples, acredite.
O que recomendamos que você prepare para trazer:

• Sua certidão de nascimento
• Sua certidão de casamento (se tiver)
• Suas qualificações acadêmicas
• Referências de empregadores anteriores
• Documentos que possam comprovar sua experiência de trabalho
• Quaisquer diplomas de cursos que sejam relevantes
• Seu CV
• Carteira de motorista internacional ou autorização
• Documentos que comprovem vínculo com seu país de origem como escrituras de propriedades, contrato de trabalho, etc.

Além de trazer o original, recomendamos que você digitalize tudo, inclusive seu passaporte. Mesmo que seu plano seja apenas estudar inglês a princípio, nunca se sabe se você não irá se apaixonar pela Nova Zelândia e decidir prolongar sua estadia através do estudo de cursos de nível superior. Agora, se a sua intenção já é estudar um curso técnico, bacharelado, pós graduação ou um mestrado, deixe pronta a tradução juramentada do seu histórico acadêmico e diploma.

 

2) Organize suas finanças

A falta de organização financeira é sem sombra de dúvidas um dos maiores problemas que intercambistas enfrentam ao chegar na Nova Zelândia. Não ter noção nenhuma de gastos para os meses iniciais é uma grande questão que pode ser facilmente solucionada com um pouco de foco e pesquisa.
Todavia, suas finanças devem visar sustentar 4 pilares: pagamento do seu curso, comprovação financeira para solicitar o visto, custo da mudança e custo de vida durante a estadia no país.
Para te guiar, sugerimos você responder as seguintes perguntas:

  • Quanto vai custar o seu curso no total? (matrícula, material e seguro saúde)
  • Quantos meses você precisará comprovar? (a comprovação é de acordo com o tempo que você irá estar no país)
  • Quanto você irá gastar com a mudança? Passagem aérea? Venda de bens? Compras de itens para levar para a viagem?
  • Em qual cidade você irá morar? Qual é a média do aluguel? E o custo com alimentação?

Coloque tudo isso em uma planilha e entenda o que cada pilar vai exigir do seu bolso.
Atualmente, a comprovação financeira para solicitação do visto de estudante está em NZ$1250 por mês, mas isso irá mudar em breve. Sendo assim, programe-se desde já com uma reserva extra no seu planejamento.

3) Pesquise onde você vai morar

Vale ressaltar também que é vital considerar onde você irá ficar nos primeiros dias. Hostel? Casa de família? Acomodação estudantil? Airbnb? Hotel?

Se você ainda não escolheu a sua cidade na Nova Zelândia, este é o momento ideal para realizar suas pesquisas e avaliar o que faz mais sentido para você. Existem duas maneiras práticas para te ajudar a escolher a cidade desejada:

Foque primeiro na escola e no curso que deseja fazer. Geralmente, cursos muito específicos não são encontrados em todas as cidades da Nova Zelândia, sendo assim, se você já sabe que deseja estudar determinada especialidade, comece entendendo quais cidades a oferecem.

Foque no estilo de vida que gostaria de ter e o que você espera de uma cidade. Depois veja se há escolas nas cidades que você elegeu como candidatas a um possível lar.

Vale ressaltar também que é vital considerar onde você irá ficar nos primeiros dias. Hostel? Casa de família? Acomodação estudantil? Airbnb? Hotel? Comece a pesquisar e coloque num papel as opções que mais te agradam.

4) Aprimore o seu inglês para se preparar

Esse é um passo fundamental que muitos deixam de lado. Há quem ainda acredite que “melhor deixar para aprender tudo na Nova Zelândia”. A verdade é que, sim, você pode vir para a Nova Zelândia com o inglês bem básico, mas, quanto melhor você estiver preparado, melhor será sua experiência e imersão desde o começo.
Ter confiança no inglês irá abrir portas que muitas vezes não estão acessíveis para quem só sabe o básico. Entenda que a Nova Zelândia está repleta de oportunidades, mas você também tem que estar preparado para elas.

Hoje em dia você encontra uma vasta opção de cursos gratuitos no YouTube, por exemplo. Aplicativos, livros, podcasts são apenas alguns exemplos das inúmeras ferramentas que estão a sua disposição.

E se o seu objetivo é estudar um curso de nível superior, você deve saber que é obrigatório apresentar uma certificação que comprove sua proficiência no idioma, como o IELTS, por exemplo. Se você não tem o IELTS ou equivalente ainda, este é o seu primeiro passo. Mas saiba que podemos te ajudar com isso apresentando instituições de ensino da Nova Zelândia que oferecem cursos online muitas vezes mais acessíveis do que cursos tradicionais.

5) Comece a estudar online

Começar a estudar agora conta com diversos benefícios, inclusive a possibilidade do visto de trabalho aberto pós estudos que pode chegar até a 3 anos! Os requisitos atuais para pedidos desta categoria de visto aplicam-se a todos, inclusive quem iniciar seu curso de forma online!

Para ser elegível, o aluno precisa concluir 30 semanas de estudo mínimo na Nova Zelândia para qualificações Level 7 e acima ou 60 semanas para qualificações nos níveis 4 a 6.

Basta planejamento e direcionamento correto para começar o seu sonho agora mesmo!

Para te ajudar, a Kiwi Education desenvolveu uma planilha com os custos básicos de um intercâmbio. Para fazer o download, basta clicar AQUI!

Bom planejamento!

Amanda Maru

Advertising Specialist na Kiwi Education, onde ajudamos sonhos se tornarem realidade ☺ Para mais dicas, siga nosso Instagram @kiwieducation.br 

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo