Nova Zelândia

Peterson Fabricio | Consultor de Imigração Licenciado na Nova Zelândia

Entrevista com Peterson Fabricio, por Lia Santos

Durante o processo de imigração, pode-se passar por várias etapas: pesquisa, entender qual visto se encaixa a sua situação e objetivos no país, documentação exigida, prazos, pagamento e aguardar resposta.

Existem pessoas que preferem fazer o processo imigratório sozinhas, sem ajuda. Desta forma realizando sua própria solicitação de visto (pagamento, comprovações, documentação, etc…).

Outros recorrem a um profissional chamado: Immigration Adiviser (Consultor de imigração licenciado).

Este por sua vez, te auxilia em todo processo migratório, envia sua solicitação e acompanha os resultados de perto.

Hoje nossa entrevista exclusiva será com Peterson Fabricio, Immigration Adviser na Nova Zelândia desde 2013. Durante estes anos, vem ajudando brasileiros a realizarem o sonho de morar neste país.

Nos conte um pouco sobre você.

“Nasci em São Paulo, num bairro que tem até música – O Trem das Onze do Jaçanã 🙂

Vim de uma mistura de família nativa indígena do Brasil com Portugueses.

Iniciei algumas formações de nível superior no Brasil, mas não finalizei nenhuma, sempre estava em busca de outras áreas.

Acabei focando na Medicina Oriental, estudei por 3 anos e me formei em Acupuntura, área na qual atuei por alguns anos no Brasil, antes de começar minha caminhada pelo mundo. E somente na Nova Zelândia me formei em Tradução e Intérprete e depois como Immigration Adviser e obtive minha licença para atuar.”

Foto: arquivo pessoal.

Quando surgiu a ideia de ter uma experiência fora do Brasil?

“Sempre fui um buscador, queria conhecer outros lugares, pessoas, comportamentos, paisagens, além de gostar da língua inglesa, interesse despertado quando assisti ao filme ET em inglês aos 5 anos de idade, e ao ver minha irmã mais velha ler o nome da margarina Claybom, e pronunciar o Y como I, aí me encantei.

Buscava livros que relatasse sobre outras culturas, filosofias, crenças, paisagens e costumes de outros povos.

O interesse por povos nativos devido à minha ancestralidade, assim como pela Europa, pelo fato dos meus avós terem migrado para o Brasil de Portugal.”

Antes da Nova Zelândia…

“Antes de chegar na Nova Zelândia, morei por um período no Canadá e nos Estados Unidos. Na volta ao Brasil sentia que queria ter mais experiências fora, o que me levou a uma nova aventura.

Fui morar na Europa e fiquei mais tempo na Inglaterra, onde conheci uma neozelandesa, a Suzy, que se tornou minha best friend e me convidou a conhecer o país distante de onde ela era, a Nova Zelândia, que na época eu só sabia que era perto da Austrália, e aí foi amor à primeira vista, um encanto único ao chegar aqui em 2003.”

Conte sobre seu início na carreira de consultor de imigração da Nova Zelândia.

Hobbiton. Foto: arquivo pessoal.

“Trabalhei como intérprete para a Imigração no aeroporto de Auckland por alguns anos e aí surgiu meu interesse, e desejo de atuar com questões de imigração.

E logo foi criado e regulamentada a profissão de immigration adviser e então fiz parte de uma das primeiras turmas a se formar. E desde 2013 tenho atuado nessa função, embora eu seja cidadão neozelandês desde 2007, sinto que a cada visto de um cliente que é aprovado, novamente me deleito com a alegria de cada conquista e sinto como se eu mesmo estivesse obtendo o visto.”

O que faz um consultor de imigração? Quais são os desafios de sua profissão?

Foto: arquivo pessoal.

“Um consultor de imigração ou como é conhecido na Nova Zelândia, um Immigration Adviser licenciado, é um profissional habilitado e credenciado pelo governo a atuar em consultoria para pessoas que pensam em vir para a Nova Zelândia, e querem ter uma maior clareza de quais são suas possibilidades e exigências de cada visto; assim como quais os direitos que cada tipo de visto proporciona.

E dessa forma, elas tem a oportunidade de criar um planejamento e juntar as evidências exigidas e então ter clareza se existe uma real possibilidade ou não. E outra grande parte do trabalho de um Immigration Adviser é trabalhar em processos de solicitação de vistos.

Desafios…

Os maiores desafios é se manter sempre atualizado, utilizar dos conhecimentos passados, e sempre ir se adaptando aos novos desafios. Auxiliar o solicitante do visto, da melhor forma possível para que ele tenha sucesso e obtenha o tão desejado visto, que o permitirá viver na Nova Zelândia, seja temporariamente ou permanentemente.”

O que te faz sentir que fez a escolha certa em vir para a Nova Zelândia?

“Não acho que exista algo 100% certo ou errado. Fico muito feliz com as possibilidades e convites que a vida me trouxe e me trouxeram até aqui.

Sinto que sempre podemos fazer novas escolhas, seja na própria Nova Zelândia, ou em outros lugares.  Me sinto privilegiado de ser um cidadão e poder viver na Nova Zelândia, um país tão único, com baixa taxa populacional, tanta beleza natural, sem corrupção e com possibilidades infinitas.”

Nos conte sobre seu projeto nas mídias sociais compartilhando informações e respondendo dúvidas dos brasileiros. (Quando outros profissionais desta mesma área parecem mais reservados).

Foto: arquivo pessoal.

“No início da minha carreira como immigration adviser eu era mais reservado, porém mais recentemente percebi a necessidade de compartilhar informação oficial e clara para que mais pessoas pudemos entender o que é possível, e como fazê-lo, assim como eu precisei um dia lá atrás.

Nunca escolhi esse projeto como um diferencial, simplesmente foi acontecendo… comecei a fazer vídeos para explicar, trazer informações atualizadas, lives no Instagram, e assim tem sido.

O objetivo é esclarecer e facilitar as informações de uma forma descomplicada e com descontração.

Já tive momentos que pensei, hmmm tenho que estar de gravata e ser sério como os outros, mas isso não seria ser quem sou, e por isso, simplesmente faço o meu melhor, seguindo as regras oficias da minha forma e compartilhando um pouco do que eu sei para quem tem interesse.”

Foto: arquivo pessoal.

Onde você pode encontrar o Peterson?

Website: www.nzvisto.com
Instagram.com/NZVisto – @NZVisto
YouTube.com/NZVisto

Querido leitor

Gostou da entrevista com o Peterson? Deixe um comentário, pergunta, sugestão ou apenas um “Alô”.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo