Carreira e TrabalhoNotíciaNova Zelândia

Isenção de fronteira criada para 300 professores entrarem na Nova Zelândia

O ministro da Educação, Chris Hipkins, fez o anúncio e disse que falta professores desde a educação infantil até o ensino médio. Algumas disciplinas e áreas do país são particularmente difíceis de encontrar professores, disse ele em um comunicado.

A isenção ajudaria a atender a algumas necessidades imediatas, especialmente para o recrutamento para 2022. Para entendermos a situação, em um ano típico antes do fechamento da fronteira, esperávamos receber cerca de 600 professores, então a isenção de 300 é um começo, nos leva a meio caminho do que normalmente obteríamos do exterior se não houvesse nenhuma restrição de fronteira em vigor.

Os espaços seriam disponibilizados em regime de prioridade, cabendo ao Ministério da Educação garantir o acesso às escolas com “maior necessidade de recrutamento”.

“A necessidade de professores adicionais é desigual no sistema”, disse Hipkins. “Sabemos que os centros de educação infantil costumam ter dificuldades para recrutar, principalmente alguns de nossos centros socioeconômicos para a primeira infância.

As inscrições para os professores abrem a partir de setembro.

Hipkins disse que estão trabalhando muito para treinar mais professores, mas isso leva de três a quatro anos.

Portanto, há uma demanda aqui e agora que precisa ser capaz de atender. Sendo assim, a isenção de fronteira  permitirá trazer 300 professores qualificados do exterior para preencher a lacuna imediata.

Os professores que trabalhavam na Nova Zelândia, mas foram impedidos de entrar no mercado por causa do fechamento da fronteira, também podem voltar com o esquema, disse ele. 

E uma isenção de fronteira de reunificação familiar separada está sendo criada para os parceiros e filhos dependentes de professores que já estavam na Nova Zelândia com vistos temporários.

Fonte

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo