Nova Zelândia

Governo mantém plano para lançar passaporte da vacina ainda este ano

PM diz que vai seguir com o plano de reabertura da fronteira em 2022

foto: divulgação NewsHub.

A primeira-ministra Jacinda Ardern disse que a Nova Zelândia continua no caminho certo para a abertura da fronteira no próximo ano, com o Ministério da Saúde confirmando que o passaporte da vacina estará disponíveis a partir de dezembro.

O comentário de Ardern vem dois dias depois de o ministro da Covid-19, Chris Hipkins, ter dito ao Parlamento que o plano de reabertura precisaria ser reformulado em face da Delta.

Entenda o plano 

O plano original, revelado no mês passado, teria um período experimental com limitação de  viajantes internacionais vacinados capazes de se isolar em casa no final deste ano. Isso seria seguido por uma reabertura gradual em 2022.

A chave para o plano era um perfil de risco dos países no qual apenas locais com altas taxas de vacinação e baixos níveis de Covid-19 poderiam ser tratados de forma diferente de locais onde o vírus vem se espalhando desordenadamente.

No entanto, Hipkins admitiu que “estratificar” os países com base no risco pode ser problemático: “Seria justo dizer que a Delta realmente mudou parte do pensamento sobre isso mesmo nas últimas semanas. “Na verdade, temos que considerar se, de fato, isso é uma coisa apropriada a fazer, reconhecendo que todos os países, todas as pessoas que entram no país neste momento, têm um grau de risco associado a eles”, disse Hipkins.

Considerando todas as possibilidades

foto: arte BrasilNewsNZ

Ardern disse mais tarde que “não houve uma mudança de posição”, já que o governo sempre leva em consideração as variantes de preocupação. “Então, sua referência foi ao fato de que temos essa estrutura de reconexão, que permanece em vigor, mas dentro dela, temos avaliações de risco-país, e [seu comentário foi] apenas uma referência à importância da avaliação de risco individual de cada país”, explicou a PM.

“Porque, na verdade, com essas variantes de preocupação, os casos individuais de Delta são extremamente problemáticos e você precisa incluir isso em seu perfil de risco de cada país.” Hipkins também disse que verificações como o teste antes da partida podem ser menos úteis em um ambiente Delta, já que as pessoas podem se infectar em 24 horas, o que significa que um teste obtido 72 horas antes do voo pode ser inútil. Ardern disse que o status da vacina seria um dos fatores mais importantes para os viajantes.

foto: arte BrasilNewsNZ

Passaporte da vacina

O Ministério da Saúde confirmou que os passaportes da vacina estarão disponíveis para os neozelandeses ainda este ano. “O documento terá um código QR e uma assinatura digital segura, ou selo. Os certificados poderão ser impressos em papel ou armazenados e visualizados em um smartphone”, disse Astrid Koornneef, gerente de grupo de operações do programa de vacinação da Covid-19.

Koornneef disse que o Ministério da Saúde está elaborando o certificado digital de vacinação para ser compatível com os padrões internacionais, para que possa ser reconhecido pelo maior número possível de países.

 

Para mais informações acesse os dados oficiais divulgados pelo Ministry of Health e pelo site oficial Unite Against Covid-19.

*Informações retiradas do site Stuff.Co

Flávia Bonturi Previato

Mulher, mãe, jornalista e educadora.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo