Nova Zelândia

Exposição ao sol: saiba qual protetor solar funciona

Entenda os motivos que fazem da NZ um lugar com alta intensidade de raios UV e conheça os protetor solar que pode te proteger

foto ilustrativa

Com o verão se aproximando e a temperatura subindo, é preciso estar ainda mais atento à exposição solar e se preparar para fazer uso do protetor solar diariamente e mais de uma vez ao dia.

A Nova Zelândia está situada no hemisfério Sul e por conta disso está sujeita à uma exposição maior aos raios ultravioletas, o que explica o motivo de a população ter tanto problema com queimaduras. Nesse artigo você vai encontrar a explicação do Dr. Richard Mckenzie do NIWA – National Institute Of Water & Atmospheric Research, além de um relatório feito Belinda Castles, pesquisadora e escritora do instituto Consumer NZ que há mais de 4 anos vem arrecadando fundos para seguir testando, de forma independente,  protetores solares na NZ.

UV com mais intensidade no hemisfério sul

Em primeiro lugar – e surpreendentemente importante – a Terra orbita o Sol em uma elipse, não em um círculo. De acordo com o Dr.  Richard Mckenzie, o ponto mais próximo de aproximação do Sol à Terra ocorre em dezembro / janeiro, que é o verão do hemisfério sul. 

O mais distante é em junho / julho, que é o verão do hemisfério norte. Esse fator por si só significa que o verão do hemisfério sul terá 7% mais radiação ultravioleta do que o verão do hemisfério norte. 

Camada de ozônio

foto: Catedral Cove – Coromandel Beach

Durante os meses de verão, há muito menos ozônio no hemisfério sul do que no hemisfério norte. Como a zona é gerada no equador, ela é transportada para latitudes mais altas, e esse transporte é mais eficiente no hemisfério sul, e esse fator tem um efeito de cerca de 10%. 

Ar limpo na NZ

Os 20% restantes se devem ao ar mais limpo que temos aqui. E, portanto, existem esses três fatores que levam a intensidades de radiação UV mais altas aqui, em comparação com as latitudes correspondentes no hemisfério norte.

Você conhece seu protetor solar?

Agora que você já conhece os motivos que causam toda essa exposição solar na NZ, é importante conhecer quais produtos você pode usar para garantir proteção para você e para a sua família.

A organização Consumer NZ, por meio da pesquisadora Belinda Castles, montou um documento com resultados do último teste feito em 2020 e que vai ajudar a nortear sua decisão na hora de comprar seu produto.

De acordo com Belinda, sete protetores solares não forneceram a proteção SPF reivindicada no último teste, incluindo produtos comercializados como “naturais”. Três dos sete filtros solares também não atenderam às suas reivindicações de amplo espectro.

foto ilustrativa

UVA vs UVB

Aplicar protetor solar pode ajudar a protegê-lo do forte sol do verão. O sol expõe você a dois tipos de raios ultravioleta – UVA e UVB. O UVA penetra profundamente na pele e pode causar rugas e manchas senis. UVB causa vermelhidão na pele e é a principal causa de queimaduras solares. Ambos os raios podem causar câncer de pele.

Na última rodada de testes, foram avaliados 12 filtros solares para verificar se eles atendiam ao FPS (fator de proteção solar) e às reivindicações de proteção de amplo espectro. Veja abaixo o resultado dos testes.

 

Atendeu às suas reivindicações:

foto: Consumer NZ

Cinco dos 12 protetores solares que testamos atendem à sua declaração de rótulo SPF e aos requisitos para proteção de amplo espectro:

  • Cancer Society Everyday SPF50+
  • Cetaphil Sun Kids Liposomal Lotion SPF50+
  • Mecca Cosmetica To Save Face Superscreen SPF50+
  • Skinnies Conquer with Manuka Oil Sports Sunscreen SPF50+
  • Nivea Sun Sensitive Protect SPF50

Falhou ao atender às reivindicações:

foto: Consumer NZ
  • Le Tan Coconut Lotion SPF50+
  • Banana Boat Daily Protect Sunscreen Lotion SPF50+
  • Sukin Suncare Sheer Touch Facial Sunscreen Untinted SPF30
  • Natural Instinct Invisible Natural Sunscreen SPF30
  • Ecosol Water Shield Sunscreen SPF50+
  • Hamilton Active Family Sunscreen SPF50+
  • Neutrogena Beach Defence Water + Sun Barrier Lotion Sunscreen SPF50

O que as empresas nos dizem

Natural Instinct Invisible Natural Sunscreen SPF30 e Sukin Suncare Sheer Touch Facial Sunscreen Untinted SPF30 apenas fornecem proteção moderada, não a alta proteção reivindicada.

Quando a Consumer NZ pediu às empresas evidências para apoiar suas alegações de rótulo, a Natural Instinct forneceu um relatório de laboratório que concluiu que era “altamente improvável” a fórmula não atender a uma alegação de rótulo SPF30.

foto ilustrativa

Esta conclusão foi baseada no teste de 2012 do laboratório AMA dos EUA (veja abaixo informações sobre fraudes na AMA). O teste era de uma fórmula com a mesma porcentagem de óxido de zinco (o ingrediente ativo) que o protetor solar que testamos, mas não era o mesmo produto. Em 2015, foi realizado um teste adicional (também pela AMA) de um produto com base semelhante. No entanto, o teste envolveu apenas três pessoas, não as 10 exigidas pela norma de proteção solar.

A Sukin forneceu um relatório que concluiu que seu produto “deve estar em conformidade” com o protetor solar padrão. Isso foi baseado no teste de 20 pessoas da AMA 2011 de uma fórmula com o mesmo nível de óxido de zinco. O produto testado tinha um preservativo diferente. Sukin informou que o protetor solar foi enviado para um novo teste no início deste ano e disse que o produto atende aos requisitos do rótulo do FPS. Os resultados dos testes não nos foram fornecidos.

Banana Boat Daily Protect Sunscreen Lotion SPF50 + obteve um resultado de 40,4 (alta proteção) em nosso teste. Seu distribuidor nos forneceu resultados de testes de 10 pessoas. No entanto, os resultados eram de um laboratório não identificado e não tinha a data do teste. Quando solicitamos essas informações, a empresa se recusou a fornecê-las.

A Loção de coco Tan FPS50 + e o protetor solar Ecosol Water Shield FPS50 + também não atendiam às exigências de proteção muito altas em seus rótulos. Além disso, ambos os produtos não atenderam aos requisitos para fazer uma declaração de amplo espectro.

Esta é a segunda vez que o Le Tan não atende às exigências do rótulo em nossos testes. Quando testamos o protetor solar em 2018, ele obteve FPS 44 (desta vez, 42,7). Em resposta aos resultados deste ano, os distribuidores de Le Tan forneceram um relatório de teste de 10 pessoas do laboratório australiano Eurofins Dermatest. No entanto, os resultados foram de um lote testado ao longo de 2013 e 2014. Com base nos resultados, a empresa disse que testaria novamente o produto.

foto ilustrativa

Ecosol conseguiu um resultado de FPS de 30,4 em nosso teste. A empresa nos forneceu um relatório de teste de 10 pessoas. No entanto, era de 2015 e tinha sido realizado na AMA. O distribuidor da Nova Zelândia nos informou que renomearia o produto como SPF30.

O protetor solar FPS 50 + da família Hamilton Active retornou um FPS 50. Isso está abaixo do FPS 60 necessário para fazer uma reclamação 50+. Testamos outro frasco deste protetor solar em um segundo laboratório, onde também não atendeu ao que afirmava no rótulo. O protetor solar oferece alta proteção, mas não o reivindicado pelo FPS50 +.

A Key Pharmaceuticals, proprietária da marca Hamilton, nos forneceu resultados de testes de 2018 de um laboratório dos Estados Unidos para apoiar sua reivindicação SPF50 +. A empresa disse que “não tinha motivos para duvidar da integridade” dos resultados.

Neutrogena Beach Defense Water + Sun Barrier Lotion Protetor solar FPS 50 retornou um FPS de 36,5. Ele também não atendeu aos requisitos necessários para fazer uma declaração de amplo espectro.

A Consumer NZ testou outro frasco desse protetor solar em um segundo laboratório, que também descobriu que ele não atendia ao FPS50. Das 20 pessoas que este produto foi testado em ambos os laboratórios, a classificação SPF estava abaixo de 50 em 17 casos.

A Johnson & Johnson Pacific, que comercializa Neutrogena, disse que seus protetores solares estão em conformidade com o padrão de protetor solar da Austrália e da Nova Zelândia. A empresa forneceu relatórios de teste de 2012 para apoiar suas alegações de SPF e de amplo espectro.

A empresa questionou nossa decisão de enviar produtos para laboratórios “cegos” – ou seja, decantados em recipientes sem marca. Mantemos nossa decisão e não acreditamos que nosso processo suscite quaisquer preocupações válidas.

Não é a primeira vez que os protetores solares Neutrogena falham em atender às exigências do FPS em nossos testes. Apresentamos anteriormente uma reclamação à Comissão de Comércio como resultado de nossas descobertas.

Em dezembro de 2017, a Johnson & Johnson New Zealand assinou compromissos judiciais com a comissão, concordando que seus protetores solares vendidos aqui atenderiam ao padrão.

Em setembro de 2016, a comissão disse à empresa para parar de fornecer seu Neutrogena Sensitive Skin SPF60 + depois que os testes descobriram que o produto não atendia aos requisitos de SPF. Nossos testes também descobriram que esse filtro solar não forneceu a proteção reivindicada. A Johnson & Johnson disse que decidiu descontinuar o produto em abril de 2016 por razões comerciais independentes.

Por que precisamos de um padrão obrigatório

Os fabricantes de protetores solares não precisam testar regularmente seus produtos, mas a Consumer NZ acredita que eles devem garantir que os diferentes lotes atendam às declarações do rótulo. “Não achamos aceitável confiar em resultados de testes que, em alguns casos, têm mais de cinco anos”, afirma Belinda.

A Consumer NZ afirma que eles vêm obtendo resultados semelhantes todos os anos:

Em 2019, apenas 11 (de 20) filtros solares em nosso teste atendiam às reivindicações do rótulo de FPS. Três não atenderam aos requisitos de proteção de amplo espectro.

Em 2018, apenas três (de 19) atendiam a ambos os requisitos.

Em 2017, apenas nove (em 20) conseguiram isso.

“Faz muitos anos que fazemos campanha por um padrão obrigatório de protetor solar. Em um país com uma das taxas mais altas de câncer de pele e melanoma do mundo, não é bom que os filtros solares não sejam regulamentados. No ano passado, fizemos a submissão ao Ministério da Saúde sobre o Esquema Regulatório de Produtos Terapêuticos. Apoiamos fortemente que os filtros solares sejam obrigados a cumprir os padrões de proteção solar da Austrália e da Nova Zelândia”, explicou a pesquisadora.

O padrão de protetor solar é obrigatório na Austrália, mas é voluntário aqui (onde os filtros solares são classificados como cosméticos). Isso significa que os produtos vendidos em nosso mercado podem atender a outros padrões, como os dos EUA ou da UE, ou podem nem mesmo ter sido testados.

Belinda explicou também que a Consumer NZ solicitou regulamentações para especificar a frequência com que os filtros solares devem ser testados e os requisitos para laboratórios de teste. Além disso, o monitoramento e o teste independente de filtros solares devem ser feitos para garantir que as declarações do rótulo sejam verdadeiras.

foto ilustrativa

Dicas fundamentais

  • Procure por protetores solares com FPS 30 ou superior, além de resistência à água e proteção de amplo espectro.
  • Aplique protetor solar pelo menos 20 minutos antes de sair.
  • Aplique bastante – cerca de duas colheres de chá para cada perna e uma colher de chá para cada braço, costas, frente e rosto (o que inclui pescoço e orelhas). Isso totaliza cerca de 45ml para uma aplicação de corpo inteiro.
  • Para limpar o suor ou secar a toalha: aplique outra camada de protetor solar imediatamente.

 

 

**Ignore as afirmações “uma vez por dia”. O protetor solar deve ser reaplicado com frequência – a cada duas horas.

 

Lembre-se de que o filtro solar é apenas uma parte da sua defesa contra a radiação ultravioleta. Você também deve se cobrir com roupas adequadas, um chapéu de aba larga e óculos de sol com proteção UV, e procurar sombra. Quando os raios solares são mais intensos (entre 10h e 16h de setembro a abril ou quando o índice ultravioleta (UVI) é maior que três), limite seu tempo fora de casa.

 

Flávia Bonturi Previato

Mulher, mãe, jornalista e educadora.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo