Negócio e Empreendimento

Empreendendo como Financial Adviser | Nova Zelândia, lugar de oportunidades

#9 Série Empreendedorismo na Nova Zelândia

O empreendedor de hoje tem muita afinidade com números, na realidade essa é sua expertise. Lucas Datt compartilha sua experiência na profissão como financial adviser, seus desafios e conselhos a quem deseja se tornar um empreendedor.

Conte nos um pouco da sua história.

“Como muitos imigrantes saí do Brasil em 2004 pra fazer seis meses de intercâmbio em Londres e acabei nunca mais retornando ao Brasil. Foram 3 anos de muito aprendizado e crescimento. Em 2006 conheci minha esposa e acho que foi meu primeiro real contato com a Nova Zelândia e sua rica história.

No final de 2007 fomos para o Brasil e a ideia era retornar para Londres, mas além de todo e esforço e dinheiro investido não consegui tirar o passaporte português que teria direito por ser bisneto de portugueses.  Então, viemos para a Nova Zelândia no começo de 2008.”

O que o motivou a seguir a carreira de Financial Adviser e empreender na Nova Zelândia?

“Eu fiz faculdade de Administração de Empresas com enfase em finanças no Brasil e sempre gostei muito de trabalhar com números, afinal eles não mentem. Em 2012 tivemos a sorte de comprar uma propriedade em Auckland e comecei a me interessar pela área de financiamentos.

Também percebi que a maioria das pessoas que eu conversava, ou não sabiam nada sobre financiamento, ou sabia muito pouco, inclusive pessoas que tinham mortgage e outros financiamentos. As pessoas também não tinham muito conhecimento sobre *Kiwisaver, e que o dinheiro aplicado no fundo e provedor certo, pode render muito mais do que o dinheiro em qualquer fundo de qualquer provedor.

Então em 2016, resolvi começar a estudar para poder ser Registered Financial Adviser e poder ajudar as pessoas a tirar a melhor vantagem, seja com financiamentos ou dinheiro investido no Kiwisaver.

*O que é o KiwiSaver? O KiwiSaver é uma de poupança voluntário (parecido com FGTS no Brasil), criado pelo governo para ajudar os neozelandeses a economizar para a aposentadoria. Você pode optar por contribuir com 3%, 4%, 6%, 8% ou 10% do seu salário ou salário bruto (antes dos impostos) para a conta KiwiSaver. Seu empregador também deve contribuir, pelo menos 3% do seu salário bruto. Também há uma contribuição anual do governo. Suas economias são investidas em seu nome pelo provedor KiwiSaver de sua escolha. Se você não escolher um provedor, o Inland Revenue (IRD) o atribuirá a um dos nove titulares padrão do KiwiSaver.

Na verdade, eu tenho meu próprio negócio mas sou associado a outra empresa maior que uso a marca e a expertise também. Isso foi muito importante, principalmente quando comecei, pois não tinha muita experiência, e eles foram e até hoje são meus mentores. Além disso você precisa ser associado a grupos grandes pra conseguir que os bancos lhe deem a “accreditation” (credenciamento em português), para se poder submeter aplicações para eles.”

Qual o diferencial no seu trabalho, seu negócio?

“Acho que a melhor parte do meu trabalho é ajudar as pessoas a realizar o sonho de comprar uma casa, ou ajudar uma família a consolidar dívidas e poder ter mais dinheiro disponível no final do mês. Meu negócio é 100% online, quer dizer que eu consigo trabalhar com clientes de toda a Nova Zelândia ou até NZ citizens que estejam vivendo em outros países.”

Qual foi o maior desafio encontrado em sua profissão?

“Obvio que no começo é tudo mais difícil, pela falta de experiência, mas sempre tive bastante apoio do meu mentor e outras pessoas da área. Outro grande desafio dessa área é que a maioria dos profissionais são self employed e não tem salário fixo, só recebemos comissão. No início você também não tem muitos clientes,  então acaba sendo um pouco desanimador, mas como um bom Financial Adviser você tem que estruturar seu business de maneira que possa sobreviver alguns meses sem receber muito.”

Quais as vantagens em financiar um imóvel aqui em comparação com o Brasil?

Imagem por Pixabay

“Não sei muito do mercado Brasileiro, até onde sei é bastante parecido. Na Nova Zelândia o prazo máximo para pagar o financiamento são 30 anos no Brasil de 30 a 35, dependendo do Banco. No Brasil você pode usar o FGTS como entrada e aqui você pode usar o Kiwisaver. As taxas no Brasil não são tão atraentes como na NZ. Para ter uma ideia, as taxas fixas no Brasil da Caixa Econômica Federal estão entre 8% e 9,75% por ano, aqui na Nova Zelândia pra clientes que já pagaram pelo menos 20% do valor do imóvel as taxas fixas começam em 2,65% por ano.”

Para poder ingressar no KiwiSaver, você não precisa ser empregado, mas precisa ser um cidadão da Nova Zelândia, ou um residente permanente e morar na Nova Zelândia. Sorted

Que conselhos você daria aqueles que sonham em ter um negócio próprio.

“Na minha opinião o planejamento é tudo, entender o mercado que você vai operar também é fundamental. Obviamente que muito trabalho e os contatos certos também ajudam bastante. Se você puder também oferecer um produto ou serviço que se destaque dos demais, provavelmente vai te colocar em uma posição privilegiada.”

Lucas Datt

Financial Adviser, SMART
p: 09 391 7617 l m: 021 029 24295
Web Site: smartbrokers.co.nz
Fanpage: Dattmortgageadviser

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo