Trabalho e Emprego

Coronavírus: Trabalho remoto pode ajudar a proteger os funcionários?

O trabalho remoto ou home office, está se tornando uma oportunidade de empresas testarem a capacidade de seus sistemas serem operados de qualquer lugar. Um plano ideal em tempos de crise permitiria fechar todos os edifícios sem alterar o funcionamento do negócio. Este é um privilégio para empresas de tecnologia, mas será que todas estão preparadas para este contingente?

Teste

A Vodafone NZ disse ao NZ Herald, estar satisfeita com os resultados de sua maciça operação de trabalhar em casa hoje, cerca de 1.200 de 2 mil funcionários trabalhar remotamente, enquanto a empresa de telecomunicações fazia seus planos de continuidade de negócios se exercitar diante da ameaça do coronavírus.

O exercício quase esvaziou o escritório principal da empresa em Smales Farm, na costa norte de Auckland.

“Ser confrontado com a possibilidade de uma ameaça à saúde e ao bem-estar de nosso pessoal, como o coronavírus, nos forçou a ativar nosso plano de continuidade de negócios e garantir que nossos sistemas e processos pudessem lidar com o pior cenário”, afirmou Williams da Vodafone. disse.

Grande corporações

Para algumas empresas no exterior, está se tornando uma realidade.

Nos EUA, o Google se tornou a primeira grande corporação a enviar todos os funcionários para casa para trabalhar remotamente. O gigante das buscas emprega cerca de 20.000 pessoas na América do Norte.

Desafios

Os desafios para esta operação em massa são:

  • capacidade dos sistemas e processos de TI
  • baixa segurança nas redes domésticas
  • trânsito e segurança dos dados
  • problemas para salvar documentos
  • problemas com wi-fi
  • problemas de tamanho de tela com monitores domésticos menores

Esta situação pode levar muitas empresas a se prepararem de forma a ter um sistema de trabalho que funcione dentro dos edifícios da empresa e também na casa de seus funcionários.

Fonte

 

 

 

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo