Comunidade

Caminhos do empreendedorismo na Nova Zelândia

por Thayane Colsani

A Nova Zelândia é mesmo uma terra de oportunidades?

O que podemos afirmar é que oportunidade não se espera, se cria, seja no Brasil ou em qualquer outro lugar do mundo.

Hoje vamos conhecer a trajetória de uma brasileira nas terras kiwis que encontrou no artesanato primeiramente uma maneira de suprir a saudade da família e amigos do Brasil e posteriormente transformando paixão em profissão.

Quem é Thayane

Sou brasileira, casada com o Raphael e moro na Nova Zelândia desde 2016. Trabalho formalmente com Finanças e em paralelo estou desenvolvendo meu próprio negócio artesanal, chamado Emamory.

Emamory é uma palavra originária da tribo indígena Galibi que habita entre Brasil e Bolívia. A palavra significa “Aurora”. Demorei algum tempo para encontrar um nome para o negócio, pois queria algo que unisse as culturas brasileira e kiwi, fosse fácil de pronunciar em inglês e português e que tivesse real significado pra mim. Se na Nova Zelândia temos os Maori, no Brasil temos várias populações indígenas, e de lá encontrei essa palavra, que é um fenômeno natural que pode ser visto daqui. Pareceu-me perfeito!

Onde tudo começou

Nasci em Joinville, Santa Catarina e sempre gostei de artesanato em geral. Algumas pessoas na minha família são talentosas com artesanato e me influenciaram ainda mais, com bordados, crochê, bonecas de pano. Meu pai é um artesão também, além do emprego formal como segurança empresarial ele sempre fez peças pequenas de madeira como barcos, carroças e bois, colheres de pau e afins.

Comecei aprendendo bordado ponto cruz com minha “oma” quando tinha uns 9 anos de idade.

Mais tarde na adolescência comecei a estudar inglês e conheci uma amiga que desenhava mangá. Gostei tanto que comecei a desenhar mangá também. Meu desempenho melhorou na escola e fui convidada para reproduzir um dos meus desenhos na parede da sala da pré-escola, ocupando a parede inteira. Foi uma experiência incrível!

Depois, já na faculdade uma outra amiga me convidou para um café na casa dela um sábado a tarde e me ensinou a fazer rosas de tecido. Gente! Eu me descobri! Tecidos são minha vida! Nunca mais esqueci como se fazia. Porém, eu não tenho formação na área e sempre tratei isso como hobby.

“Espero tornar a vida de muitas pessoas, especialmente brasileiros morando aqui, ainda mais feliz através da minha arte!”.Thayane

Família, profissão e desafios

Em 2011 conheci o Raphael, meu marido. Nos casamos em 2016 e logo ele recebeu proposta de emprego na Nova Zelândia. Foi então que mudamos para cá. Sou administradora de formação e consegui emprego como contas a pagar, área em que atuo até hoje.

Porém, a saudade da família e amigos do Brasil deixava aquele vazio, especialmente no tempo livre, e decidi preenchê-lo com algo que realmente amo fazer. Uma tarde comprando tecidos e algo mais e lá estava eu fazendo as rosas de tecido novamente.

Quando tinha uns 5 vasinhos prontos, olhei pra eles e pensei: “eu podia estar vendendo isso aqui”. Foi então que passei a vendê-los na feira de sábados no Howick. Tempos depois, desenvolvi meus artesanatos em outras linhas também. Hoje, tornei meu negócio online, tenho website e participo em redes sociais. Trabalho com linhas de decoração para quarto de bebês e casamentos, além de presentes para ocasiões especiais.

Além disso continuo com meus queridinhos, os vasinhos de rosas de tecido, além de suculentas de feltro, toalhas de rosto e mão, panos de prato decorativos, arranjos de flores de feltro, peças para o Natal e mais. Tenho peças prontas e também aceito encomendas.

Nunca pensei que pudesse levar um hobby tão a sério, e francamente sou muito apaixonada por isso. Gosto de desafios e desenvolvo cada peça com muito amor, pensando na pessoa que encomendou. Sempre acreditei na beleza e na riqueza dos detalhes e os artesanatos são algo muito rico e especial na nossa cultura brasileira. Espero tornar a vida de muitas pessoas, especialmente brasileiros morando aqui, ainda mais feliz através da minha arte!

Thayane

Website: emamory.com
Instagram e Facebook: @EmamoryStore
Contato: [email protected]

Gostou desta matéria? Deixe uma mensagem.

Quer contar sua história e trajetória na Nova Zelândia? Envie o texto para [email protected]

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar