Comunidade

Brasileira vem fazendo muita arte na Nova Zelândia

Entrevista com a ilustradora Fran Dias por Lia Santos

A primeira vez que vi suas ilustrações me encantei e nunca esquecerei, a perfeita representação das águas neozelandesas. O frio que senti em pleno verão ao colocar meus pés na água gelada da praia de Takapuna. Obrigada Fran por me fazer lembrar!

Imagens/ Fran Dias

Algumas de suas artes expressam a beleza da cultura brasileira e isso faz nosso coração encher de orgulho.

Bom, já perceberam que sou fã de carteirinha. Então vamos conhecer esta pessoa incrível e sua história.

Onde tudo começou

Nascida na cidade de Itu interior de São Paulo. Sempre amei “fazer artes”.

Durante a infância brincadeiras como adivinhe o que é? E desafios de desenho com o meu pai aumentou o meu interesse pelas ilustrações e afins.

Trabalhos artísticos e artesanais sempre foram minha paixão, então eu queria aprender tudo que eu podia, como;

Desenhos, pinturas, esculturas, crochê, ponto cruz, costura, fotografia, e qualquer coisa que eu pudesse encontrar um tutorial na revista (a internet ainda não era tão acessível)

Família e Profissão

Anos depois conheci meu marido e tivemos nosso primeiro filho.

Adolescente tive que deixar essas paixões de lado e correr atrás do que todos diziam que íamos perder… Nosso futuro!

Quando tive a oportunidade de ingressar na faculdade procurei algo que eu pudesse “criar” então comecei o curso de publicidade.

Continuei por 2 anos e por diversos motivos dentre eles as condições financeiras da época eu escolhi parar o curso.

Anos depois iniciei a faculdade de arquitetura pois acreditei que ia mais no fluxo do que eu queria, criar algo que as pessoas ficassem felizes…

Deixando o Brasil

Nessa época já movidos pela vontade de sair do país em busca de condições melhores de vida, começamos pesquisar por países para imigrar, o que não foi uma tarefa fácil, pois já éramos uma família de 4 membros.

Parei a faculdade quando meu marido conseguiu a oportunidade de vir para a Nova Zelândia. Fiquei no Brasil durante 11 meses com meus 2 filhos esperando meu marido fazer dar certo do lado daqui.

Nos reencontramos depois de 11 meses aqui em Auckland e eu me reencontrei aqui também.

Blue macaw conhece o Kiwi

Faço artes!

Logo Meuseus

Por não saber o idioma ficava em casa muito tempo sozinha, e voltei a desenhar.

Fiz alguns desenhos e minha filha levou um desses desenhos para a escola. Alguns dias depois a professora dela me convidou para fazer um quadro para decorar uma sala de aula.

Depois fui convidada pelo diretor para pintar murais ao redor do redor da escola. Eu sem inglês fui aprendendo com as próprias crianças da escola durante os intervalos. enquanto eu pintava os murais.

E hoje eu trabalho como educadora artística para uma companhia privada na mesma escola que realizei meu primeiro trabalho artístico.

Faço pintura e ilustrações digitais. Grande parte delas retratam de forma bem-humorada minhas experiências aqui na Nova Zelândia.

Um verão quente com um sol que derrete a gente. Época perfeita para para ir a praia, tomar um banho de mar, lavar a alma. (me disseram) E assim eu fiz, eu só não sabia que a lavagem de alma daqui é com água que congela.

Nas redes sociais a comunidade brasileira acabou se identificando e tenho recebido um apoio muito bacana de todos.

Aqui trabalhos artísticos são extremamente valorizados. E eu nunca vou me esquecer da primeira vez que eu ouvi: “Você é uma artista!”

O que pode parecer bobagem, mas essa frase tem muito valor sentimental pra mim.

Pois hoje trabalho com o que eu sempre sonhei e nunca achei que fosse possível. Faço artes!


Podcast

Fran Dias há pouco tempo participou do programa Gaea Podcast em uma entrevista muito descontraída e com muitos mais detalhes sobre seus desafios de imigrante e a transição de sua paixão para profissão. Confira neste link ou acesse através do site http://gaeapodcast.com/

Encontre a Fran

Site: frandias.co.nz

Facebook: meuseus.art

Instagram: @meuseus.art

Etiquetas
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar