Nova Zelândia

Austrália abre as portas para estudantes estrangeiros, mas NZ ainda não

Segundo últimas notícias no NZHerald

A primeira ministra da Nova Zelândia diz que os estudantes estrangeiros ainda terão que esperar até o próximo ano para vir, apesar do projeto piloto australiano de receber 300 alunos no próximo mês.

O ministro australiano do Comércio, Simon Birmingham, disse que 300 estudantes serão admitidos em voos de Cingapura para Adelaide a partir de setembro, usando a capacidade de quarentena sobressalente em Adelaide.

Mas a primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, disse que a Nova Zelândia ainda está focada em “garantir que nosso sistema seja o correto” para o retorno dos neozelandeses.

O governo pediu às companhias aéreas que parassem de vender passagens de entrada até mesmo para os neozelandeses que retornavam entre 7 de julho e 9 de agosto, para manter os números em quarentena abaixo da capacidade atual de 7.292 pessoas.

Também está lutando para rastrear a origem do surto atual de Covid-19 em Auckland, que infectou 69 pessoas até agora. Um trabalhador em uma instalação de quarentena no Rydges Hotel em Auckland também testou positivo para Covid hoje, indicando que o primeiro cluster (família) pode não ser a única fonte de infecção na comunidade.

“Não descartamos um sistema no futuro em que gerenciaremos estudantes potencialmente internacionais, mesmo se eles estiverem em instalações separadas de quarentena”, disse Ardern.

A mudança australiana tem sido polêmica, causando uma reação negativa dos residentes vitorianos que estão bloqueados dentro da Austrália, exceto para viagens essenciais, e dos australianos do sul com parentes que não conseguiram voltar ao estado vindos do exterior.

O vice-chefe de saúde pública da Austrália do Sul, Dr. Mike Cusack, defendeu a medida, dizendo ao ABC que “pessoas que cruzam a fronteira vitoriana representam um perigo mais urgente do que chegadas de estudantes internacionais”.

“Eu acho que pelo menos metade das escolas inglesas da Nova Zelândia estarão em hibernação até o final do ano simplesmente porque não há novos alunos entrando”, disse Darren Conway, que representa 22 escolas de inglês na Nova Zelândia.

Dados do governo mostram que 2.606 neozelandeses devem chegar do exterior na próxima semana, substituindo 2.810 pessoas devido a mudança das instalações de quarentena.

“Desde 20 de julho, a demanda tem sido gerenciada por meio de um sistema de alocação contínua de duas semanas acordado com as companhias aéreas para gerenciar o número de retornados em instalações de isolamento gerenciadas para alinhar a oferta e a demanda”, disse um porta-voz da agência governamental de isolamento e quarentena gerenciados (MIQ).

O número de estudante na Nova Zelândia caiu em mais de 12 mil de março a agosto deste ano. Cerca de 6.149 pessoas fora da Nova Zelândia estão com visto de estudo válidos, incluindo 3.426 para universidades e 1.362 para escolas.NZ HERALD

Fonte

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo